Os 5 exercícios para acabar com a flacidez

A flacidez pode atingir a pele e os músculos. Para combatê-la, o melhor é investir em um treino de musculação

Não tem escapatória, na hora de acenar para alguém, o braço vai dar o sinal de vida da flacidez. E não é somente nessa região do corpo que ela pode aparecer. O incômodo pode surgir na parte inferior do rosto, pescoço, tríceps (parte interna dos braços), abdome, em baixo da axila (costas), coxas e glúteos.

“A flacidez possui diversos causadores, como envelhecimento, gravidez, obesidade, oscilações bruscas de peso e a má alimentação. Mas os principais fatores são o sedentarismo e o emagrecimento rápido”, explica Misiane Ávila, orientadora física da academia Smart Fit, em São Paulo.

Pele e músculos

Existem dois tipos de flacidez: aquela que se concentra na pele e a outra que se dá na musculatura. A primeira é caracterizada por uma frouxidão no tecido e surge por vários motivos, como excesso de sol, gravidez, efeito sanfona e o próprio envelhecimento natural, que geralmente começa após os 30 anos.

“Já a segunda surge principalmente pela falta de atividade física, além da passagem do tempo”, conta Misiane. E esses dois tipos de flacidez podem ocorrer ao mesmo tempo. Portanto, é importante avaliar qual das duas está de forma predominante para selecionar o método mais eficaz de combatê-la.

“Entretanto, tanto uma como a outra se beneficia pela prática de exercícios físicoshábitos alimentares saudáveis”, aponta Cacá Ferreira, gerente técnico corporativo da academia Cia Athletica, em São Paulo.

Contra flacidez, atividade física

A musculação é a atividade física mais indicada para acabar com a flacidez. Isso porque ela enrijece os músculos e tonifica a pele, mas também existe como opção as atividades funcionais.

“Naturalmente, a prática de exercícios deixa os músculos mais firmes, contribuindo também para a melhoria do tônus da pele. Por incrementar a produção dos fibroblastos, células que produzem fibras, a pele mantém a qualidade do colágeno e da elastina, ficando mais firme e elástica”, conta Misiane.

E os resultados, ou seja, a redução da flacidez, de acordo com Caê Rodrigues, orientador físico e personal trainer de Santos, acontecem, em média, de 4 a 6 meses.

Treino para acabar com a flacidez

Confira cinco exercícios montados pelos profissionais que prometem reduzir a flacidez.

Flexão de braços

Ajoelhe-se e espalme as mãos no chão na linha do ombro. Levante os pés em um ângulo de 45 graus (quem estiver em um nível avançado, pode realizar o exercício apoiada na ponta dos pés). Abaixe o tronco, dobrando os cotovelos até a direção do peito e suba lentamente. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 12 repetições.

Abdominal Canivete

 

Flexione as duas pernas em direção ao abdômen enquanto flexiona o tronco ao mesmo tempo. Durante a execução do exercício, não deixe os pés encostarem no chão, nem relaxe o tronco. A ideia é aproximar ao máximo o tronco das pernas, deixando apenas o bumbum no chão. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 12 repetições.

Agachamento

Fique em pé com os pés na linha do quadril e com os braços apoiados nos ombros ou estendidos à frente do tronco. Agache jogando o quadril para trás, movimentando o menos possível a coluna. Os joelhos não devem ultrapassar a linha dos pés e deve-se formar um ângulo de 90º. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 12 repetições (para mulheres com treino mais avançado, pode ser adicionado uma carga).

Tríceps Banco

Com as mãos apoiadas em um banco, deixe os pés firmes no chão. Flexione e estenda os cotovelos até formar um ângulo de 90°, mantendo a postura (coluna ereta e abdômen contraído). Esse exercício contra a flacidez dos braços pode ser realizado também, com os pés apoiados em um banco ou em uma bola. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 12 repetições.

Afundo

Em pé com os pés afastados na largura dos ombros, deixe os braços estendidos ao lado do corpo. Dê um passo para frente e flexione o joelho até que a coxa da perna que avançou esteja paralela com o chão. A perna ficará em 90º e a coluna sempre ereta. Retorne à posição inicial e repita, usando a outra perna (pode ser realizado intercalando as pernas ou realizando todas a repetições em uma perna e depois na outra). Para mulheres com nível mais avançado, pode ser utilizado halteres nas mãos, ao lado do corpo. Execute o exercício em 3 ou 4 séries de 10 a 12 repetições.

Author: Ana Paula de Brito

Graduada em Educação Física em licenciatura e bacharelado pelo Centro Universitário Italo Brasileiro (Uniitalo) e pós graduando em treinamento personalizado pela Universidade Estácio de Sá e Gama Filho – SP.